POSTAGENS

Tecnologias e pesquisa qualitativa

Alguns alunos me perguntaram se eu não achava que as metodologias qualitativas mecanizavam as investigações.
Completaram: “(…) pelo menos é o que dizem.”

1- As metodologias qualitativas suportadas por tecnologias não dispensam o pesquisador, que segue protagonista da investigação , atuando em todas as suas fases.

2- As tecnologias reduzem o trabalho braçal, nos permitindo operar com maior volume de dados e de forma organizada. Ao ganharmos esse tempo de organização , nos concentramos no que é relevante ao estudo, que é a análise propriamente dita, no que implica qualidade. Não nos afastamos das fontes ou objeto empírico, como sugerem…ao contrário ! Essas aplicações nos auxiliam a gerenciar eficazmente a pesquisa.

3- As tecnologias não desprestigiam a pesquisa artesanal.
É o pesquisador quem parametriza, opera, decide e analisa. Mas, quais seriam os benefícios?
Vou resumi-los em poucas palavras: organização, facilidade de recuperação de informações, classificação dos dados coletados, possibilidade de se imprimir uma identidade visual, alternativas de tratamento de dados e apresentação de resultados , operação com grande volume, uniformidade de critérios , eficiência na gestão da base de dados e documentação, geração de metadados, indexação, dentre outros.

A minha fala é responsável porque é baseada em minha experiência concreta e não em um discurso vazio, achismo conveniente para justificar minha ignorância. Eu me policio nesse sentido. Minha prática tem significado. É uma fala coerente com o que faço ! Dignidade profissional!o
É preciso conhecer e operar essas tecnologias para opinar com propriedade. Permita-se aprender e não meramente aceitar o que os outros afirmam.